sexta-feira, 31 de agosto de 2012

A SAMAMBAIA E O BAMBU - VÍDEO MOTIVACIONAL - VDTC comunicações








ARTESÃOS DO RN DEBATEM FORTALECIMENTO DA CATEGORIA

Artesãos do RN debatem fortalecimento da categoria e pedem mais incentivo




Imagem/Arquivo Blog "naserra"
Dados revelados pelo Sindicato dos Artesãos do RN (Sindarte) apontam que mais de 80% dos produtos comercializados nos shoppings de artesanato da cidade são produzidos fora do estado. “Os centros de artesanato são ocupados por artesãos e empresários de outros estados. Quem vem aqui encontra mais artesanato do Ceará do que daqui do Rio Grande do Norte”, afirma o presidente do Sindarte, José Augusto Pereira Lopes.

A reclamação ecoa no discurso de outros agentes que atuam com grupos de artesãos do estado e foi um dos diversos pontos discutidos na audiência pública realizada na manhã desta sexta-feira na Assembleia Legislativa. Para o propositor do debate, deputado Poti Júnior, reunir esse grupo de profissionais é mais importante ainda diante da realização da Copa do Mundo no RN. “Temos que preparar os artesãos para 2014 com a expectativa que possamos preparar o futuro desses profissionais”, disse.

A necessidade de articulação e fortalecimento do artesanato potiguar também foram debatidos. “Os artesãos do RN estão abandonados. Queremos abrir o diálogo entre os grupos, que são muito fechados”, disse José Augusto Lopes. Para a presidente da Federação Norte-rio-grandense de Artesãos (Fenart), Mônica Ferreira, além da Copa de 2014, é preciso reconhecimento e um tratamento melhor aos profissionais. “Somos tratados como pobrezinhos, como coitadinhos, mas não somos. Somos trabalhadores”, frisou.


Ações

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta, também esteve presente na audiência pública e falou sobre as ações de incentivo dentro da Casa. “Falo aqui em nome dos 24 deputados, a Assembleia Legislativa está sempre de portas abertas para o artesanato do Rio Grande do Norte. Temos periodicamente exposições nas dependências da nossa Casa e somos parceiros das boas iniciativas em prol do fortalecimento desse importante ramo da economia do nosso Estado que é o artesanato, responsável pelo sustento de tantas famílias na capital e no interior. Tenham, as senhoras e os senhores, a convicção do nosso apoio irrestrito, não somente com a realização desta audiência pública, proposta pelo deputado Poti Júnior, mas com a nossa disposição de colaborar no que for necessário para o crescimento e a profissionalização do artesanato potiguar".

O RN tem cerca de 9.890 artesãos cadastrados, o número, de acordo com o próprio sub secretário  Estadual de Trabalho e Assistência Social (Sethas), Antoir Mendes dos Santos, é discutível. “Esses dados serão atualizados. Acreditamos em um número muito maior. Para isso vamos iniciar uma pesquisa que vai identificar quantos artesãos existem no RN. A partir do resultado, saberemos das necessidades dos trabalhadores”, disse.

Antoir Mendes dos Santos destacou o programa estadual de artesanato, que segue as diretrizes do programa nacional e das ações do Governo Estadual de incentivo ao artesanato potiguar. “Levamos um grupo para o Rio +20, tem o Agosto da Alegria, a participação na Conferência Nacional de Emprego e Trabalho Decente, que ocorreu em Brasília”, finalizou. 


Fonte:    Da redação do DIARIODENATAL.COM.BR
Via  DNonline

UFERSA: 2ª LISTA DE ESPERA DO SISU 2012

Ufersa convoca selecionados na 2ª lista de espera do SiSU 2012

Os candidatos relacionados na segunda lista de espera do SiSU 2012.2 para ingresso na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) estão sendo convocados para participarem da reunião e efetivação da matrícula dos classificados. A nova convocação acontecerá na próxima segunda-feira (3) de setembro, às 8h, no campus no qual o candidato se inscreveu. Os candidatos devem chegar ao local com antecedência mínima de 30 minutos. Após o horário marcado não será possível à entrada do candidato no recinto da reunião.


MOSSORÓ – Na Ufersa Mossoró a reunião vai acontecer no Auditório Amâncio Ramalho, localizado no Prédio da Reitoria, no Campus Leste, para os classificados nos cursos de Bacharelado em Ciência e Tecnologia Integral, Bacharelado em Ciência e Tecnologia Noturno, Administração, Agronomia, Ciências Contábeis, Direito, Biotecnologia, Ecologia, Engenharia Agrícola e Ambiental, Engenharia de Pesca, Engenharia Florestal, Medicina Veterinária e Zootecnia.

ANGICOS – No campus da Ufersa Angicos a reunião vai acontecer no Auditório do Centro Administrativo, para os classificados nos cursos de Bacharelado em Ciência e Tecnologia Noturno, Bacharelado em Ciência e Tecnologia Integral, Licenciatura em Computação e Informática e Sistemas de Informação. O Campus Angicos fica localizado na Rua Gamaliel Martins Bezerra, S/N. Alto da Alegria. Angicos-RN. Telefone: (84) 3531-2472 e Registro Escolar (Ramal 7207).

CARAÚBAS – No Campus da Ufersa Caraúbas a reunião vai acontecer no Prédio Administrativo Provisório, para os classificados nos cursos de Bacharelado em Ciência e Tecnologia Integral e Bacharelado em Ciência e Tecnologia Noturno. O Campus de Caraúbas fica na Rua Dona Quitéria 119, Centro. Caraúbas-RN. Fone (84) 9481- 7629 (claro).

PAU DOS FERROS – Na Ufersa Pau dos Ferros, que funciona interinamente no IFRN Pau dos Ferros, a reunião vai acontecer Auditório Ariano Suassuna para os classificados nos cursos de Bacharelado em Ciência e Tecnologia Noturno e Bacharelado em Ciência e Tecnologia Integral. O IF Pau dos Ferros fica localizado na BR 405, KM 154, Bairro Chico Cajá, Pau dos Ferros.

 Fonte

NOVO SALÁRIO MÍNIMO


Governo propõe salário de R$ 670,95

Brasília (AE) - O governo enviou ontem ao Congresso Nacional a proposta orçamentária para 2013, prevendo um crescimento de 4,5% para a economia - abaixo dos 5,5% inicialmente previstos - e um reajuste de 7,9% para o salário mínimo, que passará a ser de R$ 670,95.  Ao todo, o Orçamento da União para o próximo ano é de R$ 2,140 trilhões.

AGÊNCIA BRASÍLIAMiriam Belchior: aposentados que ganham acima do mínimo terão seus benefícios reajustados em 5%Míriam Belchior: aposentados que ganham acima do mínimo terão seus benefícios reajustados em 5%

O reajuste do salário mínimo previsto na proposta orçamentária terá um impacto de R$ 15,08 bilhões nas contas do governo no próximo ano. A ministra do Planejamento, Míriam Belchior, informou que os aposentados que ganham acima do mínimo terão seus benefícios reajustados em 5%, a variação estimada para o INPC em 2012. A previsão de déficit da Previdência Social para 2013 é de R$ 34,2 bilhões.

A ministra disse ainda que o impacto do reajuste dos salários dos funcionários públicos do Poder Executivo será de R$ 8,9 bilhões em 2013. Incluindo o que será gasto com os servidores do Legislativo, Judiciário e Ministério Público da União, a conta sobe para R$ 10,3 bilhões. Depois de meses de paralisações que prejudicaram o abastecimento de remédios, aeroportos, universidades entre outras áreas, Míriam destacou que o acordo fechado para reajustar o salário dos servidores foi fruto "de um dos maiores processos de negociação do mundo".

Míriam Belchior informou ainda que os projetos de lei relativos a reajustes salariais de servidores serão entregues ao Congresso nesta sexta-feira. 


FONTE


quinta-feira, 30 de agosto de 2012

SERVIÇO DE RADIOTERAPIA DE MOSSORÓ/RN

Equipamentos que serão utilizados no Serviço de Radioterapia de Mossoró chegam ao Brasil


dr_curyChegaram ao Brasil na última sexta-feira, 24, os equipamentos que serão utilizados no Serviço de Radioterapia de Mossoró. Adquiridos pela Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LEMCC) na Inglaterra e Suécia, os aparelhos estão em Campinas, São Paulo, e devem chegar à cidade até o final de setembro.

Além de um acelerador linear, a Liga adquiriu também equipamentos de braquiterapia (utilizado no tratamento contra o câncer de colo de útero, da próstata, mama e pele) e de radiocirurgia. De campinas, os aparelhos serão encaminhados para a cidade Betim, Minas Gerais, onde serão submetidos a procedimentos de certificação no entreposto aduaneiro da Receita Federal. A previsão é que a radioterapia inicie as atividades até dezembro, atendendo portadores de câncer de Mossoró e outras cidades da região.

O acelerador linear custou R$ 2,2 milhões, e foi comprado com recursos provenientes do convênio firmado entre a LMEEC e o Governo do Estado. Os aparelhos de braquiterapia e de radiocirurgia representam um investimento de R$ 1,4 milhão, sendo adquiridos através de financiamento bancário.
 
 Mossoró será a 23ª cidade brasileira a dispor do tratamento do câncer com o uso da radioterapia.

O diretor da LMECC, dr. José Cure de Medeiros, festeja a chegada dos equipamentos. "Esse está sendo um dos momentos mais felizes da minha vida", diz, agradecendo o apoio de todos que ajudaram na concretização desse sonho. "Nada teria sido possível se não fosse o apoio da imprensa, da classe política, dos empresários, das igrejas, do CDL, na pessoal de Neuzo Leite, entre tantos", cita Cure.

A instalação do serviço tornará o Rio Grande do Norte autossuficiente em intervenções de radioterapia. "E Mossoró se consolidará como polo de desenvolvimento, também na saúde, com avanços importantes na oncologia", completa dr. Cure. A radioterapia completará a estrutura de atendimento oncológico, em Mossoró e região, disponível no Centro de Oncologia e Hematologia (COHM). 
 

Fonte:   Redação do Jornal  O Mossoroense

INFLUENZA A (H1N1)

Casos da Influenza A (H1N1) preocupam autoridades públicas


vacinao_gripeNo Rio Grande do Norte foram confirmados 11 casos de Influenza A (H1N1), seis deles foram registrados em Natal, e o restante nos municípios de Extremoz, Parnamirim, João Câmara, Fernando Pedrosa e Jardim do Seridó. Para combater a doença, o Estado tem intensificado as ações de vacinação e flexibilizado a disponibilização do medicamento para as pessoas que estão sob suspeita, ou registram caso grave ou leve da doença. A Vigilância Sanitária de Mossoró informou que cinco pessoas apresentaram suspeita da doença no município, porém, após exames, foi constatado que nenhum desses pacientes possuía o vírus.

Sete das 11 pessoas registradas com a gripe A são menores de 14 anos, o que mostra a importância da intensificação da vigilância em crianças hospitalizadas.

A coordenadora do Departamento de Vigilância Sanitária de Mossoró, Allany Medeiros, disse que devido ao grande número de pessoas vacinadas na região, o município não apresentou nenhuma notificação.

"Com o surgimento de alguns casos no Estado, realizamos cursos de treinamento com os profissionais, para que estes aprendessem como se portar diante de futuras ocorrências. As pessoas suspeitas de estarem portando o vírus são encaminhadas para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), e o exame para diagnóstico da doença é feito em Natal, no Laboratório Central (Lacen). Em Mossoró, não houve confirmação de casos, graças ao intenso trabalho de vacinação realizado em uma grande parcela da população", explicou a coordenadora.

A responsável pela Vigilância da Influenza A na Sesap, Stella Leal, disse que a recomendação do Ministério da Saúde para as regiões onde foram notificados os casos é que se busque intensificar as ações da vacinação, principalmente nas gestantes, idosos e crianças.

"O ministério perguntou se o Estado precisava de mais doses, porém não foi preciso, uma vez que temos a quantidade suficiente. Muitos municípios conseguiram atingir a meta da campanha de imunização realizada em maio. Será priorizada a vacinação em crianças menores de dois anos e nas mulheres que descobriram que estavam grávidas após a campanha", disse Stella.

Ela ainda destacou que 29 unidades de saúde do Estado estão abastecidas com o remédio utilizado para combater a Influenza A. Os postos que contêm o remédio são aqueles onde se encontra uma sede regional da saúde.

Lavar as mãos com água e sabão, especialmente após tossir ou espirrar, não compartilhar alimentos e objetos de uso pessoal, além de não levar as mãos sujas aos olhos, nariz e boca, são as principais medidas de prevenção.
 
Entenda mais sobre a doença:

- O que é H1N1 e quais os principais sintomas?

É uma doença respiratória aguda, caracterizada como gripe, causada pelo vírus A (H1N1). Os sintomas são surgimento simultâneo de febre, tosse ou dor na garganta, dor de cabeça, dor nos músculos ou dor nas articulações.

- Como ocorre a transmissão?

O vírus é transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio da tosse ou do espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. No entanto, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a principal forma de transmissão não é pelo ar, mas sim pelo contato com superfícies contaminadas.

- Quando infectada, por quanto tempo uma pessoa com o vírus da nova gripe transmite a doença?

O período de transmissibilidade da doença é diferente entre adultos e crianças. Nos adultos, o período é de sete dias após o aparecimento dos sintomas, enquanto em crianças este período vai de dois dias antes até 14 dias após o início dos sintomas.

- Uma pessoa pode ter influenza mais de uma vez?

Sim, mas não causada pelo mesmo subtipo de vírus e nem em um curso espaço de tempo. Isso porque a pessoa fica imunizada pelo subtipo de vírus depois de ter a doença. Também porque o vírus circula mais em um determinado período do ano (por isso é chamado de sazonal), especialmente no inverno, estação que varia de acordo com o hemisfério do planeta. No caso do Brasil, a circulação do vírus da gripe aumento no período de junho a outubro. Portanto, a probabilidade de uma pessoa contrair gripe nesse intervalo de tempo é maior.

- A pessoa que teve influenza cria imunidade ao vírus?

Sim. Esse comportamento é comum em infecções por vírus. Depois de contrair a doença, o organismo humano cria defesas contra o "inimigo", evitando futuras infecções pelo mesmo vírus.

- Qual a influência das estações do ano na disseminação do vírus?

No inverno, em virtude das baixas temperaturas e da maior permanência das pessoas em locais fechados, o risco de transmissão é maior.


Fonte:  Redação do Jornal  O Mossoroense

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

AUMENTA O CONSUMO DO USO DO NARGUILÉ



Inca alerta para avanço do narguilé no Brasil

Imagem/Arquivo Blog "naserra"
Rio de Janeiro – O Instituto Nacional do Câncer (Inca) aproveitou o Dia Nacional de Combate ao Fumo para fazer alerta sobre o alto número de fumantes do cachimbo oriental narguilé, que passa de 300 mil consumidores. O número foi apurado na Pesquisa Especial sobre Tabagismo, realizada em 2008, pelo IBGE em parceria com o Inca.

A coordenadora da Divisão de Epidemiologia do Inca, Liz Almeida, disse que o narguilé é usual entre adolescentes e jovens, pois o cachimbo é fumado por um grupo de pessoas em ambiente de socialização.

“A garrafa é muito bonita, com ervas aromáticas e esse cachimbo é utilizado em bares, festas em que as pessoas estão fazendo uso do tabaco sem nenhum alerta ou advertência”, disse.
   
Imagem/Arquivo Blog "naserra"
A médica ponderou que embora não haja dados recentes sobre o aumento do uso de tabaco por meio do narguilé, essa tendência tem sido registrada em pesquisas pontuais entre os jovens e adolescentes.

“Pesquisas recentes demonstram que a prevalência do consumo de tabaco que não por cigarro é maior do que a de cigarro entre jovens de 13 a 15 anos e universitários 18 a 24 anos”. 

Uma dessas pesquisas foi feita em municípios de São Paulo, Brasília e Florianópolis, com universitários da área de saúde e apontou que mais de 55% dos estudantes que utilizavam tabaco faziam uso também do narguilé.
 
Em São Paulo, esse percentual chegou a 80%, de acordo com a pesquisa Perfil de Tabagismo em Estudantes Universitários do Brasil, coordenada pelo Inca.

“O fato de esses universitários pertencerem à área da saúde preocupa mais, justamente por eles estudarem os malefícios do tabaco para o organismo. O narguilé engana, dando a sensação de que as impurezas do tabaco são filtradas pela água, o que é um equívoco”, comentou o diretor-geral do Inca, Luiz Antônio Santini.

Segundo o Inca, análises comprovam que a fumaça contém quantidades superiores de nicotina, monóxido de carbono, metais pesados e substâncias cancerígenas do que na fumaça do cigarro.

Enquanto o volume de tragadas do cigarro alcança 30 a 50 ml entre cinco a sete minutos, o volume de tragadas do narguilé pode chegar a mil ml em uma sessão de uma hora, equivalente ao consumo de 100 cigarros ou mais.

De origem indiana, o narguilé é um cachimbo de água utilizado para fumar. É composto de um fornilho (onde o fumo é queimado), um recipiente com água perfumada (que o fumo atravessa antes de chegar à boca) e um tubo, por onde a fumaça é aspirada pelas várias pessoas que compartilham uma sessão.
 
Edição: Beto Coura
Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil
Via   Agência Brasil

DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO

Dia Nacional de Combate ao Fumo reacende discussões sobre regulamentação de lei


cigarroO Dia Nacional de Combate ao Fumo, comemorado hoje (29), reacende as discussões sobre a regulamentação da Lei Antifumo - que proíbe a prática em lugares fechados - e a necessidade de conscientização quanto às doenças relacionadas ao tabaco.
A enfermeira Venilda Feiter tem 51 anos e fuma desde os 17.

Ela diz que nunca teve nenhum problema de saúde por causa do vício, mas já atendeu a vários pacientes que sofriam de doenças relacionadas ao cigarro. Mesmo vendo o que outras pessoas sofrem, ela continua fumando: "Eu trabalhei muitos anos em hospital. Vi muita gente com câncer pulmonar, problema de pleura, esôfago, tudo isso já vi. Mas, mesmo assim, ainda fumo".

Para Feiter, a quantidade de informação que existe hoje ajuda a evitar que mais pessoas comecem a fumar: "Se, na minha época, alguém tivesse falado o que falam hoje do cigarro, eu jamais teria fumado. Só que, àquela época, tinha propaganda, era chique fumar. Se tivesse a restrição que existe hoje, talvez eu não tivesse começado."

Assim como a enfermeira, várias pessoas experimentam o cigarro pela primeira vez ainda jovens. É o caso de Henrique Luz, 50 anos, que tentou, mas não conseguiu se livrar do cigarro: "Não é igual a parar de beber. Sem cigarro, você fica agoniado, muito ansioso. Comecei a fumar aos 11 anos de idade, toda a minha família fuma."

Mesmo quem não fuma percebe, nas pessoas próximas, os problemas que o cigarro causa. O servidor público Francisco Pedreiras é um exemplo de quem não se sente à vontade com o vício dos amigos: "Na hora do futebol, eles são os que se cansam mais rápido. Quando estão fumando por perto, a gente pede que procurem um lugar mais adequado, porque realmente incomoda".

A auxiliar de limpeza Conceição Costa também observa, em uma colega de trabalho, os riscos causados pelo tabagismo: "Ela sente cansaço, tosse muito, está até com problema de diabetes por causa do cigarro". Ex-fumante, ela reconhece que foi difícil parar de fumar: "Sem ninguém saber, eu fumava escondida no banheiro".

Na lanchonete em que trabalha o vendedor Thiago Silva, quem mais compra cigarros são mulheres e jovens de 18 a 22 anos. Mesmo assim, o lucro não é satisfatório: "Nós ganhamos uma mixaria com a venda de cigarros, R$ 0,30 por maço. O lucro é usado para comprar outros produtos. O meu chefe já avisou que vai parar de vender cigarros no próximo mês".

O governo federal arrecadou, em impostos, com a venda de cigarros, R$ 6,3 bilhões em 2011. Em 2012, até julho, já haviam sido arrecadados R$ 3,4 bilhões.




Fonte: Agência Brasil
Por: Ana Cadengue
Via  Redação do Jornal  O Mossoroense

DENGUE


Sesap faz avaliação dos municípios prioritários de dengue

Imagem/Arquivo Blog "naserra"
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através das Subcoordenadorias de Vigilâncias Ambiental e Epidemiológica (Suvam e Suvige), realizará no período de 10 a 12 de setembro, no Hotel Praia Mar, em Ponta Negra, a "Reunião de Avaliação dos Municípios Prioritários de Dengue". 
 
O evento contará com a presença do Secretário de Estado da Saúde Pública, Isaú Gerino, além dos coordenadores da Coordenadoria de Promoção à Saúde, da Suvam, Suvige e do Programa Estadual de Controle da Dengue, representantes do Conselho Estadual de Saúde, das prefeituras e do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Proteção à Saúde Pública (CAOP). Participarão do encontro, também, os secretários municipais de Saúde e responsáveis técnicos dos setores de Vigilância Epidemiológica, Atenção Primária e Coordenação dos Programas Municipais de Controle da Dengue.
 
Na abertura do evento, será feita uma "Análise Atual da Dengue no RN com ênfase na situação dos 35 Municípios Prioritários", quando será debatida a problemática da doença no Rio Grande do Norte, mostrando avanços e desafios do combate e prevenção à doença.
 
De acordo com a bióloga Lúcia de Fátima Araújo, da equipe técnica do Programa Estadual de Controle da Dengue, "o encontro será importante para se fazer uma avaliação e acompanhamento do desempenho técnico e financeiro dos municípios pelos setores de planejamento da Sesap e do Ministério Público".

Fonte: Com informações da Sesap
Via  Jornal  Tribuna do Norte

QUEDA NA CAJUCULTURA NO RN DEVIDO A ESTIAGEM

Seca e praga da Mosca Branca ameaçam a cajucultura no RN


cajuVALE DO AÇU – As adversidades decorrentes do período de estiagem no segmento da cajucultura passaram a somar com outra dificuldade exponencial: a presença da praga da mosca branca.

O problema foi alertado pelo presidente da Associação de Pequenos Produtores do projeto de assentamento de reforma agrária de Novo Pingos, em Assú, Manuel Cristiano da Cunha. A entidade mantém uma unidade de beneficiamento da castanha do caju com uma produção que atende aos mercados interno e externo.
 
"A falta de chuva já é uma grande preocupação e, agora, surge uma preocupação ainda maior, que é a mosca branca", registrou o dirigente associativista. Manuel Cristiano disse que, para que se projete uma boa safra de caju é indispensável que se obtenha uma boa temporada chuvosa, numa média de 600 a 700 milímetros.

"Este ano, no caso particular de nossa comunidade e região, choveu um pouco mais de 160 milímetros, o que é insuficiente [para garantir uma safra razoável]", informou.

O dirigente disse que o reflexo disso é que, em pleno fim de agosto, não se consegue vislumbrar o florescimento dos cajueiros.

"Normalmente já era para os pés de caju estarem safrejando nesta época do ano", adiantou. Manuel Cristiano declarou que a temporada propícia da safra são os meses de outubro e novembro até o início de dezembro.

"Mas do jeito que está, dificilmente teremos uma florada que indique uma boa safra", lamentou, reafirmando que as dores de cabeça aumentam com a presença da mosca branca.
 
Ele disse que diversos pomares já apresentam indícios de presença do inseto. "Ela [mosca branca] está chegando numa velocidade muito rápida aos pomares de caju de nossa região, inclusive na área do nosso assentamento", reiterou. Manuel Cristiano relatou que o maior prejuízo provocado pela praga é impedir que o pomar safreje.

"Não tem como aquele pé de cajueiro produzir estando contaminado pela mosca branca", enfatizou, dizendo que idêntica situação observa-se em cidades como Apodi, Severiano Melo e Portalegre, entre outras.
 
Contratos de venda podem ser descumpridos

Segundo o presidente da Associação de Pequenos Produtores do projeto de assentamento de reforma agrária de Novo Pingos, Manuel Cristiano, a aflição dos cajucultores da sua região é maior ainda pelo fato de ter sido celebrado recentemente um contrato de fornecimento do produto beneficiado com uma rede de supermercados no valor de R$ 200 mil.

O contrato envolveu a Central de Produção e Beneficiamento, que é composta por 10 cooperativas e associações com atuação na área. Destacou que o temor dos dirigentes é que a produção se frustre e não haja condição de respeitar os termos contratuais.

REPACTUAÇÃO

"Se isso [o contrato] não for cumprido, teremos que pagar uma multa", lembrou. Prevendo tal situação, ele informou que os representantes das 10 entidades de produção e beneficiamento da castanha do caju já procuraram assessoramento junto ao escritório regional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do RN (SEBRAE/RN), em Mossoró, e à Fundação Banco do Brasil (FBB), em Brasília.

O objetivo é viabilizar uma renegociação do contrato com a rede de supermercados a fim de evitar a punição aos fornecedores, em consequência da impossibilidade de atender à demanda contratada.


Fonte:   Redação do Jornal  O Mossoroense

terça-feira, 28 de agosto de 2012

CORREIOS

Funcionários dos Correios ameaçam iniciar greve em 11 de setembro



Imagem/Arquivo Blog "naserra"
No momento em que a equipe da presidente Dilma Rousseff começa a acalmar os ânimos dos servidores públicos federais em greve, os funcionários dos Correios prometem causar dor de cabeça para os brasileiros que esperam por cartas e encomendas. José Rivaldo da Silva, secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), disse que os trabalhadores deverão paralisar as atividades em 11 de setembro caso não cheguem a um acordo com o governo.

Ao longo desta semana, eles vão realizar assembleias nos estados para discutir a proposta de 3% de aumento oferecida pela empresa. O secretário-geral disse, no entanto, que os empregados querem 43,7% de aumento, referentes a perdas salariais sofridas desde os anos 1990. “O governo está muito duro na negociação. A proposta não cobre sequer a inflação. A tendência é a greve”, afirmou.

Ele disse que, além do reajuste, a categoria quer um piso salarial de R$ 2,5 mil – hoje, o salário-base é de R$ 942,75. Os trabalhadores também pedem que as correspondências passem a ser entregues no período da manhã, e não à tarde, como ocorre atualmente.

“Uma mudança como essa traria qualidade de vida aos trabalhadores. No Norte, por exemplo, devido à baixa umidade, os funcionários chegam a desmaiar e a ter sangramento no nariz durante o trabalho”, observou.

Em nota, os Correios afirmaram que têm buscado negociar com as representações sindicais desde o dia 3 de julho. Desde então, foram realizadas oito reuniões. A empresa argumentou que, nos últimos nove anos, os funcionários tiveram até 35% de reajuste acima da inflação. Nas contas da estatal, a reivindicação inicial da categoria, que tem 120 mil trabalhadores no país, causaria um acréscimo de até R$ 25 bilhões na folha de pagamento. Está marcada uma nova reunião entre os Correios e os sindicatos nesta terça-feira.

“A ECT reafirma sua disposição em negociar valores que estejam dentro da realidade e fechar acordo coletivo para que não haja descontinuidade dos serviços prestados à população”, informou.

Em 2011, os trabalhadores dos Correios fizeram 28 dias de greve e deixaram mais de 180 milhões de cartas e encomendas atrasadas. Eles só voltaram ao batente por determinação do Tribunal Superior de Trabalho (TST). O acordo foi o pagamento da inflação, de 6,87%, mais um aumento linear de R$ 80.
 
            Fonte      

Via  DNonline

VACINA CONTRA A DENGUE


Butantan aguarda autorização para testes em humanos da vacina contra dengue

Imagem/Arquivo Blog "naserra"
O Instituto Butantan aguarda a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) para iniciar os ensaios clínicos, em humanos, da vacina contra dengue. A expectativa é que a resposta venha em breve, mas não se sabe ainda precisar quando.

Após a aprovação, o instituto poderá iniciar o recrutamento de 300 voluntários nos quais a vacina será experimentada. A vacina, desenvolvida em parceria com o Centro de Pesquisas Clínicas do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), já passou por testes em diversos grupos de 20 pessoas, nos Estados Unidos, para avaliar sua segurança.

De acordo com o diretor-médico de Ensaios Clínicos do Instituto Butantan, Alexander Precioso, os trâmites para obtenção da autorização para os ensaios clínicos estão em andamento há pelo menos dois meses. "O projeto é encaminhado, é feita uma avaliação parcial que nos é enviada de volta para que respondamos algumas questões, devolvemos e outras questões vêm. Já estamos respondendo outras avaliações. É um processo dinâmico de esclarecimento, de troca de informações, até que eles emitam a aprovação para o estudo".

Os 300 voluntários serão moradores de São Paulo e, depois, conforme os dados coletados e avaliações, as próximas fases incluirão cidades representativas de todo o Brasil e um maior número de voluntários. "Nos testes feitos nos Estados Unidos, a vacina se mostrou segura, sem evento adverso grave, e adequada do ponto de vista de resposta imunológica. Agora, vamos iniciar os estudos com as características particulares do Brasil, onde a dengue é uma doença endêmica", relatou Alexander Precioso.

A vacina é tetravalente, pois atua sobre os quatro tipos de vírus da dengue com a administração de apenas uma dose. Na primeira fase de testes, poderão participar adultos entre 18 e 50 anos, de ambos os sexos e que não tenham nenhuma doença de base. "No processo de recrutamento, todos os voluntários passarão por avaliação médica e exames laboratoriais para, então, ser definida sua participação ou não no estudo", revelou o diretor de Ensaios Clínicos do Butantan.

Os voluntários serão acompanhados por uma equipe de médicos, enfermeiros e farmacêuticos ao longo de cinco anos, tanto presencialmente como por contatos telefônicos periódicos. "Embora a vacinação ocorra só no primeiro ano, posteriormente, [os voluntários] continuarão sendo acompanhados para que possamos monitorar como essa resposta imunológica que eles vão desenvolver vai se manter ao longo do tempo", explicou Alexander Precioso. Dessa maneira, os pesquisadores poderão definir a necessidade de mais doses da vacina.

A vacina está sendo elaborada desde 2005, em parceria com institutos americanos de pesquisa em saúde. A estimativa é que esteja disponível para a população entre 2014 e 2015.




Fonte:  Com informações da Agência Brasil
Via  Jornal  Tribuna do Norte

COLETIVO MAIS CARO EM NATAL/RN A PARTIR DE HOJE



Tarifa de ônibus sobe para R$ 2,40

A partir de hoje o natalense vai pagar mais caro pela tarifa de transporte urbano de Natal (ônibus e opcional). O valor passa de R$ 2,20 para R$ 2,40, reajuste representa um aumento de 9% o que, segundo o secretário de mobilidade urbana, Márcio Sá, corrige a inflação. Com esse reajuste, o município descumpre o compromisso de só aumentar o valor da tarifa depois da conclusão da Licitação do Sistema de Transporte. Antes disso, em maio, a prefeita Micarla de Sousa informou que havia um acordo que garantiria a manutenção do preço da passagem até 2013, pelo menos.

ASSESSORIA/PMNMárcio Sá explica reajuste das tarifas em entrevista coletiva convocada durante a tarde de ontemMárcio Sá explica reajuste das tarifas em entrevista coletiva convocada durante a tarde de ontem

"A licitação deveria ter saído no final do primeiro semestre deste ano, mas estamos dependendo da lei autorizativa por parte da Câmara Municipal e não temos nenhuma previsão de quando isso vai acontecer. Sendo assim não podemos agir com irresponsabilidade porque sabemos que a tarifa é a única responsável pela manutenção do equilíbrio econômico financeiro do sistema de transporte", disse Márcio Sá.

O projeto foi enviado para a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, pela primeira vez, em dezembro do ano passado. Foram solicitadas algumas alterações, feitas Semob. O novo projeto foi reenviado há cerca de 30 dias, mas até o momento nada foi informado.

Ainda de acordo com o titular da Semob, os empresários tinham pedido, no último dia 16 de julho, uma reajuste para R$2,55, mas a secretaria encontrou o valor final de R$ 2,40.

O último reajuste da tarifa aconteceu em 2011 e, segundo a Semob, durante esse período houve dois reajustes salariais, bem como majoração no preço do diesel e demais insumos.

Quem tem vale-transporte com o valor antigo, deve utilizá-lo dentro do prazo de validade estabelecido sem nenhum prejuízo.

No início deste mês, o juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal, Airton Pinheiro, negou o pedido de retratação, feito por sete empresas de ônibus de Natal e mais o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) e manteve a decisão que negou o reajuste da tarifa cobrada pela prestação do serviço público de transporte coletivo.

O promotor de defesa do patrimônio público, Rinaldo Reis, informou que, em princípio, reajuste não contraria a decisão do magistrado. "Não vejo, em princípio, descumprimento de decisão judicial. Essa decisão diz respeito a um pedido de liminar feito pelas empresas. O que não impede o município - gestor do serviço - avaliar os dados e conceder um reajuste", disse o promotor. O município tem hoje uma média de 430 mil passageiros pagantes por dia, uma frota com 730 veículos de seis empresas que fazem um total 105 linhas em toda a cidade.

Passageiros reagem nas redes sociais

Este é o terceiro reajuste da tarifa do transporte coletivo de Natal na gestão da prefeita Micarla de Sousa, acumulando alta de 29,7%. Nestes três anos e oito meses a tarifa foi de R$ 1,85 para os R$ 2,40 de agora. Com a entrada em vigor, hoje, Natal passa uma das tarifas mais caras entre as capitais nordestinas. Em Fortaleza, segundo informações obtidas pela TN junto ao jornal O Povo, a tarifa custa R$ 2,00; em Recife um pouco maior: R$ 2,15 e em João Pessoa, R$ 2,20.

O reajuste anunciado ontem causou reações imediatas nas redes sociais. Tão logo  confirmado, no final da tarde, foi criada a hashtag #AumentoNão.  "Temos que marcar uma mobilização contra esse abuso novamente no aumento das passagens!", reagiu Renan Allysson.  "Vamos esperar o quê? Natal precisa acordar", complementou Juliana Muniz. "Natal terá a segunda passagem mais cara do Nordeste, perdendo apenas para Salvador (R$ 2,80)", informou @EvertonSS_



Fonte:   Jornal  Tribuna do Norte

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

MOMENTO "naserra" PARA REFLEXÃO


                                  A pausa na vida
 
Olá Amigos!!

Às vezes é necessário fazer uma pausa em nossa vida, porém ela não dura muito, só o tempo suficiente para retomar forças e continuar nossa caminhada de aprendizado...


Reflitam!!

“Na pausa não há música, mas a pausa ajuda a fazer a música”.
Na melodia da nossa vida a música é interrompida aqui e ali por "pausas’...
E nós, sem refletirmos, pensamos que a melodia terminou.
Deus nos envia, às vezes, um tempo de parada forçada.
Pode ser uma provação, planos fracassados, ou esforços frustrados.
Mas na verdade é preciso fazer uma pausa...
E faz uma pausa repentina no coral de nossa vida.
Mas como é que o maestro lê a pausa?
Ele continua a marcar o compasso com a mesma precisão e toma a nota seguinte com firmeza, como se não tivesse havido interrupção alguma.
Deus segue um plano ao escrever a música de nossa vida.
A nossa parte deve ser aprender a melodia e não desmaiar nas "pausas".
Elas não estão ali para serem passadas por alto ou serem omitidas, nem para atrapalhar a melodia ou alterar o tom. E sim para aprimorar
Se olharmos para cima, Deus mesmo marcará o compasso para nós.
Não nos esqueçamos, contudo, de que “ela ajuda a fazer a música”.
Com os olhos Nele, vamos ferir a próxima nota com toda a clareza sem murmurarmos tristemente:
“Na pausa não há música”.
Compor a música da nossa vida
é geralmente um processo lento
e trabalhoso.
Com paciência, Deus trabalha para nos ensinar!
E quanto tempo Ele espera até que aprendamos a lição!
Lembre-se, a pausa não dura muito, é apenas um tempo suficiente para que você se renove e continue...
Ela apenas serve para continuar a música!!!
Olhe melhor a sua volta...
Viva a Vida!
Pare! E aceite a pausa, você merece ser mais amado e amar, sonhar, sorrir, cantar e ser feliz, muito mais feliz!!!

John Ruskin

Mensagem do
Velho Sábio