domingo, 24 de maio de 2015

ENTREVISTA COM O MINISTRO DO TURISMO - HENRIQUE ALVES

Henrique Alves apresenta planos para o Ministério do Turismo


Henrique destaca importância do turismo
Muito se fala do potencial turístico do Brasil, mas no último ano recebemos apenas 6 milhões de turistas estrangeiros, enquanto países menores, como a Tailândia, recebe 24 milhões de estrangeiros.

O país tem de fato este potencial turístico? 

Henrique Alves: Recentemente o Fórum Econômico Mundial divulgou o estudo global de competitividade no turismo, realizado pelo organismo a cada dois anos. Nele, foram analisadas 14 dimensões que impactam no turismo. Como resultado, o Brasil saltou da 51ª posição em 2013 para a 28ª este ano em um ranking de 140 países. No quesito atrativo naturais, mantivemos o 1º lugar conquistado no estudo de 2011. É um indicativo importante do nosso potencial turístico.

O que falta então para transformarmos todo esse potencial em benefícios reais para a população?

HA: Enganam-se aqueles que pensam que os atrativos naturais, o sol e praia, a cultura são suficientes para atrairmos turistas estrangeiros. O turismo é um setor extremamente complexo e competitivo, que impacta 52 atividades. Estamos falando de taxistas, donos de pequenas pousadas e grandes resorts, garçons, camareiras, agentes de viagem, pilotos de avião, apenas para citar algumas das carreiras que dependem do turismo. Em nível global disputamos o viajante com mercados como os Estados Unidos, destinos caribenhos, diversos países europeus bem preparados e conhecidos mundialmente, como a França, Espanha e Itália. Precisamos, portanto, tratar o turismo de maneira profissional, melhorar a infraestrutura, a qualificação e criar narrativas que despertem o interesse do consumidor.

Quais medidas objetivas podem ser adotadas nesse sentido?

HA: A estratégia de promoção brasileira precisa ser mais agressiva e, para isso, temos de mudar o modelo de gestão da Embratur, nossa autarquia responsável por "vender" o Brasil no exterior. Essa semana encontrei-me com a ministra do Turismo do México, Cláudia Salinas, e conversamos sobre o assunto. A agência de promoção deles pode fazer parceria com a iniciativa privada, é mais ágil e tem mais flexibilidade que a Embratur. Não precisamos ir muito longe para encontrar um modelo adequado. Aqui no Brasil temos a Apex, uma agência híbrida, que dialoga muito bem com o mercado e as diversas esferas de governo. Imagina se conseguirmos numa campanha de divulgação de um destino brasileiro num mercado prioritário combinar com as grandes empresas nacionais que para cada real que eles investirem o governo aportar a mesma quantia. Isso potencializaria muito a nossa promoção internacional.

Apenas a melhoria da promoção bastaria?

HA: De maneira alguma. Temos também de criar condições básicas para a iniciativa privada investir no turismo, um ambiente de negócios mais amigável, com segurança jurídica, infraestrutura básica, saneamento e segurança. Vou me dedicar a um projeto piloto que tem tudo para abrir os olhos do Brasil para a importância do turismo para a economia. Trata-se da criação de uma Zona de Processamento Especial do Turismo, onde existirá condições propícias para o investidor. Estamos falando de benefícios econômicos, tributários e facilidades no processo de licenciamento. Lógico que tudo será acertado com os órgãos de controle como o Ministério Público. Mais uma vez o México pode servir de exemplo. Há 40 anos, a região onde hoje existe Cancun era abandonada, não tinha qualquer expectativa. Em 2014, um total de US$ 16 bilhões entraram no país pelo turismo e, apenas Cancun, respondeu por 70% desse montante, mais que todo o Brasil recebeu (US$ 6,9 bilhões). 

Estamos num ano de entressafra no turismo, já que em 2014 tivemos a Copa e em 2016 teremos a Olimpíada?

HA: Diria que estamos num ano ideal para nos preparar para o turismo desenvolver todo o seu potencial. Tenho falado constantemente com o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, e com as companhias aéreas para melhorarmos a nossa malha aérea regional e permitir que o brasileiro viaje ainda mais pelo próprio país. Atualmente, 62 milhões de brasileiros consomem turismo. Temos estudos que revelam que temos um potencial de inserir outras 70 milhões de pessoas nesse mercado. Para isso, elas têm de sentir-se motivadas. A qualificação dos profissionais que trabalham no setor é fundamental nesse processo. O Ministério do Turismo já enviou duas turmas de estudantes escolhidos por mérito para cursos de aperfeiçoamento em mercados consolidados como Portugal, Espanha e Reino Unido. Vou dar prosseguimento ao programa e tratar o tema qualificação com bastante carinho.


Por Redação do
Resultado de imagem para logo do jornal o mossoroense


POSTADO POR
Resultado de imagem para blog naserra

sábado, 23 de maio de 2015

GREVE DOS SERVIDORES DA UERN

Servidores da Uern entram em greve por tempo indeterminado

Decisão foi tomada em assembleia (Foto: Luciano Lellys)

Professores e técnicos-administrativos da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada na manhã de ontem(22) durante assembleias promovidas por entidades sindicais de ambas as categorias.

Os técnicos-administrativos aprovaram a paralisação imediata das atividades. Já os docentes iniciarão a greve na próxima segunda-feira, 25, ratificando o posicionamento aprovado na última reunião dos professores.

A paralisação da Universidade ocorre devido ao não cumprimento do acordo salarial feito entre governo e servidores no ano passado. Em reunião realizada na noite de ontem, o governador Robinson Faria declarou que o estado estaria impossibilitado de conceder o reajuste de 12,035% pleiteado para este ano devido ao fato de o Estado estar no limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Durante à tarde, professores da Universidade se reunirão para discutir a agenda de atividades para os próximos dias de mobilização.

 Por Adriana Morais


FONTE
Resultado de imagem para logo do jornal o mossoroense


POSTADO POR
Resultado de imagem para BLOG NASERRA

PRORROGADA A VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

Campanha de Vacinação contra influenza é prorrogada até 5 de junho

Rio Grande do Norte encontra-se com cobertura vacinal de 44,95%, a meta é de pelo menos 80%.

FD/Saúde
O Programa Nacional de Imunizações (PNI) prorrogou a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe até o dia 5 de junho. Sendo assim, todos os estados devem manter a oferta da vacina com vistas ao alcance da meta. 

Considerando que a cobertura vacinal do Brasil é de 47,64% e que o estado do Rio Grande do Norte encontra-se com cobertura vacinal de 44,95% quando a meta é vacinar, pelo menos, 80% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação. 

A Coordenação Estadual de Imunização reitera que durante este período, deve-se continuar vacinando apenas os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Secretaria enfatiza que é de fundamental importância que os usuários que fazem parte dos grupos prioritários procurem as unidades básicas de saúde para receberem a vacina considerando a relevância da mesma na redução das infecções e complicações decorrentes do vírus influenza.


FONTE


POSTADO POR
Resultado de imagem para BLOG NASERRA

quinta-feira, 21 de maio de 2015

FESTA DO BOI E MOSSORÓ CIDADE JUNINA

Festa do Boi e Mossoró Cidade Junina podem entrar para o calendário de eventos nacionais

      (Fotos: Paulinho Meneses)
Proposta foi tratada em reunião
realizada ontem 
Os festejos juninos de Mossoró, realizados pela 19ª vez, de 6 a 26 de junho, e a 53ª edição da Festa do Boi, em outubro, na cidade de Parnamirim, estão a um passo de entrar para o Calendário Nacional de Eventos, em elaboração pelo Ministério do Turismo.

 O ministro do Turismo, Henrique Alves, tratou do assunto com o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, e o diretor da Associação Norte-Riograndense de Criadores (ANORC), João Alves, ontem.

De acordo com a Portaria 270 do Ministério do Turismo, a pasta pode arcar com o pagamento de cachês de artistas com recurso de emendas parlamentares ou de programação.

 Pela regra, o dinheiro deve ser destinado a eventos obrigatoriamente gratuitos, comprovadamente tradicionais e de notório conhecimento popular. A contratação ocorre por meio das prefeituras ou governos do estado. As bandas ou artistas contratados devem ser reconhecidos regional ou nacionalmente, além de estarem inscritos na Delegacia Regional do Trabalho. O investimento máximo do MTur é de R$ 200 mil por artista ou banda.

Para ter acesso ao recurso, as atrações devem estar cadastradas juntos ao Ministério do Turismo. "Só a inclusão das duas festas no calendário que estamos elaborando, já amplia a divulgação e dimensão desses eventos consolidados no Rio Grande do Norte e com repercussão regional e nacional", ressaltou o ministro.



Por Adriana Morais


FONTE
Resultado de imagem para LOGO DO JORNAL O MOSSOROENSE


POSTADO POR
Resultado de imagem para LOGO DO BLOG NASERRA

terça-feira, 12 de maio de 2015

UERN: APROVADO INDICATIVO DE GREVE PARA O DIA 18 DE MAIO

Professores da UERN aprovam indicativo de greve para a próxima segunda-feira (18)

Em assembleia realizada na manhã desta terça-feira, 12, os professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) deliberam um novo encontro da categoria para a sexta-feira, 15, com indicativo de greve da classe para a segunda-feira, 18.

Esta reunião será realizada após o encontro que os docentes terão com o governo do estado sobre o cumprimento do reajuste escalonado de 12,035% prometido para este mês de maio.

                                                                       Foto: Marcos Garcia

A nova assembleia será realizada com o intuito de avaliar o resultado da reunião entre os segmentos da universidade com o Governador do Estado, Robinson Faria, que será realizada na quinta feira, em Natal. O indicativo de greve foi defendido pelos docentes como forma de pressionar o governo a cumprir o acordo feito ainda no ano passado.

De acordo com o presidente da Associação dos Docentes da Universidade do Rio Grande do Norte (Aduern), Valdomiro Morais, esta assembleia será para discutir o que for debatido entre os representantes da Aduern, Governo do Estado sobre este impasse.

Ele enfatizou que se o poder público sinalizar positivamente para o pagamento do reajuste o indicativo de greve será revisto. Porém, caso não tenha acordo o indicativo será reafirmado. “Vamos nos reunir com o governo do estado para tentar solucionar este impasse do reajuste dos professores. Se houver um resultado favorável neste encontro vamos rever este indicativo, mas se não for favorável o indicativo de greve será reafirmado”.

                                                         Foto: Marcos Garcia

Valdomiro Morais salientou que o horário deste encontro com o governador Robinson Faria ainda não foi definido informando apenas que será realizado nesta quinta-feira, 14.

De acordo com a proposta do governo, discutida no ano passado, a primeira parcela do reajuste escalonado sairá no salário do mês de maio de 2015 dos professores da Uern. O aumento inicial será de 12,035%. Mesmo percentual será aplicado nos anos seguintes e em 2018 o acordo se cumpre em sua totalidade, assegurando o PCCS da categoria.

Por
Edinaldo Moreno

FONTE
Logo

POSTADO POR
Resultado de imagem para LOGO DO BLOG NASERRA