terça-feira, 21 de novembro de 2017

MAIS FERIADÕES VEM POR AÍ EM 2018

 Ano de 2018 terá 12 feriadões; 


O ano de 2018 ainda nem chegou, mas já é aguardado cheio de alegria por muitos. Mais que esperança de renovação na nova volta em torno do sol, o próximo ano está sendo bem quisto pela quantidade de feriados prolongados. Somente os feriados nacionais serão 10, a maioria caindo em dias de segunda e sexta-feira. Além destes, um feriado municipal em Mossoró, Dia de Santa Luzia, tem possibilidade de ter a folga prorrogada, pois será num quinta-feira.

Confira o calendário com os feriados e pontos facultativos nacionais, estaduais e municipais de 2018:

1° de Janeiro (segunda);
Carnaval: 12 e 13 de Fevereiro (Seg e Terça);
Paixão de Cristo – 30 de Março (Sexta);
Tiradentes – 21 de Abril (Sábado);
Dia do Trabalho – 1 de Maio (Terça);
Corpus Christi – 31 de Maio (Quinta – Ponto facultativo);
Independência do Brasil – 7 de Setembro (Sexta);
Mártires de Cunhaú e Uruaçu – 03 de outubro (Quarta);
Nossa Senhora Aparecida – 12 de Outubro (Sexta);
Finados – 2 de Novembro (Sexta);
Proclamação da República – 15 de Novembro (Quinta);
Dia de Santa Luzia – 13 de dezembro (Quinta);
Natal – 25 de Dezembro (Terça);

Além dos feriadões, o próximo ano terá ainda a Copa do Mundo de Futebol, realizada na Rússia. Por conta da diferença de fuso-horários, os jogos serão transmitidos no Brasil às 7h, 9h, 10h, 11h, 12h, 13h e 16h, todos em horário comercial. A seleção brasileira terá pelo menos três jogos e caso, chegue à final, serão mais quatro jogos em que alguns trabalhadores poderão reduzir a carga horária de trabalho para acompanhar as partidas.





Resultado de imagem para logo de o mossoroense


POSTADO POR
Resultado de imagem para NASERRA

NOVOS DOCUMENTOS

Novas certidões de nascimento, casamento e óbito entram em vigor nesta terça-feira
Crédito da foto: Reprodução
Novos modelos de formulários para certidões de nascimento,
casamento e óbito, que serão confeccionados

A partir desta terça-feira (21) as certidões de nascimento, casamento e óbito passam a ser diferentes. Os novos registros, alterados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), passam a contar, entre outras coisas, com o número do CPF.

O CNJ justifica que a intenção é que o novo documento se torne o número de identidade civil único.

Outra mudança é que os documentos passam a levar o termo "filiação" e não mais o termo "genitores".

De acordo com o governo, é possível o recém-nascido ter dois pais, duas mães, uma mãe e dois pais e assim por diante.

O mesmo vale para casais que tenham optado por técnicas de reprodução assistida, como é o caso da barriga de aluguel e da doação de material genético. Todas as mudanças passam a valer em todo o Brasil.

Nas certidões de óbito, o lançamento de todos os documentos permitirá o cancelamento automático dos documentos do falecido pelos órgãos públicos, contribuindo para a diminuição de fraudes.





FONTE


POSTADO POR
Resultado de imagem para NASERRA

terça-feira, 14 de novembro de 2017

DIA MUNDIAL DO DIABETES

“Mulheres apresentam maior risco de desenvolver diabetes”, afirma nutricionista Bruno Chaves



A campanha do dia Mundial do Diabetes é comemorada oficialmente 14 de novembro e este ano, traz como enfoque: “Mulheres e Diabetes: nosso direito a um futuro saudável”. A Diabetes não tem uma causa específica, ela é a resposta da junção de vários fatores onde o principal é a alimentação excessivamente baseada em gorduras e carboidratos simples, que acaba elevando a glicemia (quantidade de glicose no sangue).

Atualmente a doença é a 9ª causa principal de morte das mulheres mundialmente.

“Os fatores de riscos que levam as mulheres apresentarem mais casos de diabetes em relação aos homens, com exceção ao histórico familiar, estão diretamente ligadas à influência dos hábitos do dia-a-dia, como a inatividade física e a alimentação rica em calorias e gorduras. O complexo equilíbrio hormonal feminino influencia também constantes alterações nos níveis e valores de glicose no sangue, devido a toma de contraceptivos, a menstruação, a menopausa, a gravidez e nascimento. As mulheres precisam redobrar os cuidados com a alimentação para lutar contra a diabetes, pois a doença costuma impactar mais negativamente no público feminino”, afirma o nutricionista Bruno Chaves.

Mulheres com diabetes do Tipo 2 (geralmente acomete a pessoas depois dos 40 anos de idade) têm dez vezes mais chances de desenvolver doenças cardiovasculares. Já as mulheres com diabetes Tipo 1(A doença acontece mais na infância e adolescência, e o paciente aplica injeções diariamente) têm um risco aumentado para o aborto precoce ou até mesmo de ter um bebê com má formação.



A cada sete mulheres gestantes uma é afetada pela diabetes gestacional (ocorre durante a gravidez, em sua maioria pelo aumento excessivo de peso da mãe), e metade vai desenvolver diabetes do Tipo 2 no período entre cinco a dez anos após o parto, porém é uma condição que quase sempre se normaliza sozinha depois que o bebê nasce.

Segundo informações do nutricionista Bruno Chaves, é essencial:
Alimentos que ajudam no controle da Diabetes (recomendáveis também para pessoas que não possuem a doença)

Feijão – contém diversas vitaminas; 
Vegetais – espinafre, brócolis e couve têm vitaminas;
Frutas cítricas – laranja, limão, lima, mexerica. Maçã também eficaz para controlar a glicemia e reduzir o mau colesterol;
Batata-doce – pode ser usada para tentar enganar o desejo de comer doces;
Os peixes – com ácidos graxos Ômega 3, salmão, sardinha, truta e atum; 
Castanhas; Aveia
Leite e iogurte;

Alimentos que devem ser excluídos por quem tem Diabetes e por qualquer outra pessoa que pretende não ter a doença.

Biscoitos recheados, chocolate;
Balas, geleias e sorvetes.
Creme de leite e leite condensado; Refrigerante, sucos de caixinha;
Bolos prontos com ou sem calda/cobertura ;
Iogurte e leite integral, queijos amarelos;
Figo e tâmara;

“Todas as pessoas, tendo ou não diabetes, devem ter uma alimentação saudável, regulando a quantidade de doces e gordura ingeridos, por exemplo. Isso ajuda a manter o peso saudável. E sempre é bom lembrar: se você está acima do peso considerado ideal para o seu perfil, emagrecer vai ajudar muito no controle da doença. E, mesmo que você não chegue ao peso ideal, uma perda de 10 a 15% já representa uma vida muito mais saudável. Pense nisso!”, nos conta Bruno Chaves, nutricionista.


Por
Ana Paula Cardoso

FONTE
Resultado de imagem para logo de o mossoroense


POSTADO POR
Resultado de imagem para NASERRA

domingo, 29 de outubro de 2017

CÂNCER DE PRÓSTATA : CUIDE-SE

Sociedade de Urologia faz campanha para chamar a atenção para câncer de próstata


A cada 36 minutos, um homem morre no Brasil vítima de câncer de próstata. Segundo dados do Ministério da Saúde, 14.484 homens morreram em decorrência da doença no país em 2015. Chamar a atenção para a necessidade de diagnosticar precocemente esse tipo de câncer, que é o segundo mais comum entre os homens brasileiros, é um dos objetivos da campanha Novembro Azul, realizada pela organização não governamental (ONG) Instituto Lado a Lado pela Vida, em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). O mais comum é o câncer de pele não melanoma.

De acordo com a SBU, 20% dos pacientes são diagnosticados em estágios avançados da doença, o que faz com a taxa de mortalidade chegue a 25% dos pacientes. Segundo o coordenador da campanha contra o câncer de próstata no Novembro Azul, Geraldo Faria, o principal motivo para as altas taxas é o preconceito dos homens em fazer o exame de toque retal, fundamental para descobrir a doença.

“Temos dois exames que têm que ser realizados de maneira concomitante, que é o exame do toque, e a realização do exame de sangue, que é o PSA. Esses dois exames, quando associados, me dão uma segurança de mais de 90% em fazer um diagnóstico precoce da doença. Infelizmente, esse preconceito ainda existe. É lógico que ele está se tornando cada vez menor, graças ao trabalho de informação, mas ainda temos muitos homens que se recusam a fazer essa avaliação por conta do preconceito em relação ao exame de toque”, disse o urologista.

Além disso, é importante que haja mais ações governamentais voltadas para a saúde do homem. Uma ação simples, como deixar os postos de saúde abertos no horário noturno poderia ajudar bastante, disse Faria. O homem normalmente é o provedor, o indivíduo que trabalha o dia todo e sai do seu emprego lá pelas 17h ou 18h. E, nesses horários, as unidades básicas de saúde já estão fechadas. É exatamente no horário em que se poderia ter a população masculina procurando os serviços básicos de saúde.”

De acordo com a SBU, a hereditariedade é um dos principais fatores de risco para o câncer de próstata. Homens negros têm até 60% mais chances de ter a doença. A indicação é que os homens procurem um médico especializado para monitorar sua saúde e detectar a doença a partir dos 50 anos. Negros ou aqueles com parentes em primeiro grau com câncer de próstata devem começar aos 45 anos.

Na campanha Novembro Azul, estão previstas palestras e eventos em locais públicos, seminários no Congresso Nacional e divulgação de informação na imprensa e nas redes sociais.


Por
Vitor Abdala – 
Repórter da Agência Brasil


Da Redação do
Resultado de imagem para logo de o mossoroense



POSTADO POR
Resultado de imagem para NASERRA